Sempre faz diferença

Em uma época onde a procrastinação reina, às vezes – ou sempre, a gente deixa pra lá coisinhas por achar que não precisa, que não faz diferença, ou que tá bom assim, ou então só deixa pra depois mesmo e acaba nunca retomando.

Comigo acontece o tempo todo. Passo dias sem cumprimentar colegas de trabalho que sentam longe. Deixo de mandar um segundo obrigada pra reforçar o agradecimento depois que alguém fez algo por mim. Abandono uma ideia linda de feliz aniversário, que pode ser até simples, e acabo só desejando parabéns pelo facebook. Me limito aos bom dia diários com os vizinhos, e nunca pergunto como eles estão, ou – pior ainda – dou um jeito de cortar a tentativa de conversa da senhorinha que está sempre no hall do prédio com o cachorro, só porque estou uns minutos atrasada (como se fosse mudar alguma coisa no meu atraso).

No fundo, bem no fundo, é muito difícil fazer as coisas APENAS em benefício dos outros. Porque quando não muda nada pra gente, quando “temos mais o que fazer”, esse tipo de “esforço” extra sempre acaba entrando pra aquela lista do “ah, deixa pra lá, não faz muita diferença”. Não faz diferença pra gente né?

E o que me fez pensar em tudo isso, foi apenas um ovo de páscoa e uma prima de 3 anos. Eu e minha irmã, que fomos passar a páscoa com a família, compramos um ovo pra nossa priminha, e queríamos fazer as pegadas do coelho no chão pra indicar o caminho. Fomos dormir sem nem esconder o ovo, pensando “ah, amanhã a gente pensa em como fazer”. Acordei pra ir no banheiro meio de madrugada já quase amanhecendo, e lembrei do ovo. Fui pra sala esconder, cheguei a pegar o pacote de farinha pra fazer as pegadas, mas percebi que não era tão fácil. Pensei “ah, deixa pra lá, só o ovo escondido já tá bom”. Quando acordamos de verdade, minha irmã disse “e se a gente fizer o caminho com cenoura?” – gastamos TRÊS MINUTOS pra cortar a cenoura em rodelinhas e espalhar pela sala.

O resultado, foi uma priminha encantada com o coelhinho que apareceu de madrugada, fez a maior bagunça deixando a cenoura espalhada e escondeu os ovos dela.

Sim, fez muita diferença. Pra gente era só um ovo. Pra ela foi uma aventura.

livinha

3 thoughts on “Sempre faz diferença

  1. Fabíola Prado Abril 25, 2014 / 1:31 pm

    Adorei Luiza!! Realmente faz a diferença, principalmente para as crianças: que se importam com as pequenas coisas, que parecem insignificantes, mas são as de maior valor. Com certeza ela nunca vai esquecer deste momento! Até com medo do coelhinho estar atrás da cortina ela ficou 🙂

  2. Gabriela Maio 21, 2014 / 9:28 am

    E sabe mais, tem coisas que a gente faz pelos outros e acabam fazendo bem pra gente também. Sinto as mesmas coisas que você e é um trabalho diário – e árduo – sair do automático, da zona de conforto, sair da toca que a gente cria em torno de nós mesmo. Obrigada por compartilhar isso.

    bêjo!

  3. Erika Alves Junho 29, 2014 / 11:05 am

    As pequenas coisas tal vez sejam as que mais fazem diferença! Lembrar o nome do vizinho ou dar um bom dia sincero pro fulano que vc vê todos os dias, mas não tem mais do que esse contato. Dar um presente pra uma pessoa simplesmente porque achou muito a cara dela, sem precisar que seja seu aniversário… Enfim…todas as pequenas coisas.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s