Why so hard

Como todo mundo sabe, a vida não é fácil e coisa e tal. E a minha, não posso mentir ou reclamar, não é muito difícil. Problemas toda família tem, mas amor os meus pais sempre souberam dar. São sensatos e sempre me dá um alívio pensar na minha família quando vejo essas famílias venenosas e armaguradas, que a mãe desconta as frustrações da vida nos filhos, que ninguém torce por ninguém, que só sabem apontar o que está mal no outro e assim seguem pela vida inteira. Temos muitos buracos, mas esses não.

Sempre tive uma vida confortável. Tive uma boa educação, me formei, e por mais que tenha ido pra outro lado completamente diferente e não ser exatamente feliz com isso, tenho um emprego que me deixa viver. E ainda tenho tempo e possibilidade de encontrar o meu caminho.

Me considero íntegra, sensata e, em determinadas situações, forte. Tenho um senso de humor digno, aprendi a lidar com minha personalidade e usar o que antes eram fraquezas pra me fazer ser melhor. E com isso conquistei bons amigos. Já não me importa o número – quando era pequena, ao invés de sonhar com o casamento, tudo o que eu queria era ter uma grande turma de amigos. Hoje tenho os amigos, e de brinde também tenho um homem incrível do meu lado.

Além do amor, a saúde. Também tenho.

Mas porque a vida continua sendo difícil? Não sei. Vai ver que a difícil sou eu. Às vezes, quero acreditar que com todo mundo, bate aquele desespero. Tá tudo certo? Estou no caminho certo? Vou dar conta disso tudo? Vou surtar lá na frente como muitos surtam? Eu realmente amadureci ou estou fingindo? Meus amigos ainda estão por perto? Eu estou endurecendo demais?

Passa, sempre passa. Mas que é difícil, é.

4 thoughts on “Why so hard

  1. Celma Fevereiro 13, 2014 / 10:00 pm

    Procure não sentir saudades do que ainda não viveu. Você vai se sentir melhor. Um dia de cada vez. Bj

  2. lavestuarista Fevereiro 13, 2014 / 11:16 pm

    Ai Lu, que confortante ler isso justo hoje. Também tenho tido uns dias difíceis apesar da vida parecer ótima. Sei lá, é algo dentro da gente, de como a gente é muito lá no fundinho…as vezes penso “meu deus, por que que eu não consigo me entender!?” ou faço tudo trocado sabendo que não é aquilo que devia estar fazendo. É difícil, é confuso … e espero que passe logo

    • Luiza Fevereiro 18, 2014 / 10:05 am

      sempre passa, Ligia! o problema é que volta, mas aí passa de novo! 🙂

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s